Resíduos Clínicos

Este espaço foi criado com o intuito de trocar informação sobre os resíduos hospitalares e a sua gestão a nível nacional, visto estarmos a realizar as nossas Teses de Mestrado dentro deste âmbito. Ficamos à espera do seu contributo, e cá deixamos o nosso!!Carla e Patrícia

Sunday, November 27, 2005

45 toneladas de resíduos perigosos enviados para destruição no Continente


Uma empresa dos Açores enviou no último ano para destruição no Continente cerca de 45 toneladas de resíduos hospitalares perigosos provenientes de centros de saúde, laboratórios e lares de terceira idade do arquipélago.Segundo Jorge Stone, a Higiaçores, a única empresa das ilhas licenciada para este tipo de serviço, foi responsável pela exportação para Lisboa de uma média de quatro toneladas por mês deste tipo de resíduos, considerados perigosos (Grupo IV).Esse nível resíduos hospitalares requer uma eliminação por incineração ou auto-clavagem, processo efectuado no parque de saúde de Lisboa, disse.Além disso, ao abrigo de um protocolo, seguiram também em 2003 para destruição no Continente cerca uma tonelada de medicamentos fora de prazo, recolhidos junto de algumas farmácias das ilhas, disse.Algumas farmácias dos Açores possuem armazenadas várias toneladas de medicamentos à espera de seguirem para o Continente para o mesmo fim.
Diário dos Açores
5/3/2004
E:\blog\Diário dos Açores.htm

0 Comments:

Post a Comment

<< Home