Resíduos Clínicos

Este espaço foi criado com o intuito de trocar informação sobre os resíduos hospitalares e a sua gestão a nível nacional, visto estarmos a realizar as nossas Teses de Mestrado dentro deste âmbito. Ficamos à espera do seu contributo, e cá deixamos o nosso!!Carla e Patrícia

Monday, November 28, 2005

Quercus queixa-se a Bruxelas de queima ilegal de resíduos hospitalares


Na TSF: "O funcionamento ilegal das incineradoras dos hospitais Júlio de Matos (Lisboa), Garcia de Horta (Almada) e Amadora/Sintra e a falta de tratamento dos gases emitidos por duas destas unidades, foram hoje alvo de queixa da Quercus à Comissão Europeia." "Segundo a Quercus, aquelas três instalações de queima de lixo hospitalar não foram sujeitas a avaliação de impacte ambiental, estando a laborar ilegalmente, e duas delas (Garcia de Horta e Amadora/Sintra) não fazem qualquer tratamento dos gases que libertam para a atmosfera e que contém dioxinas, um poluente que provoca o cancro.«O não tratamento dos gases resultantes da queima de resíduos hospitalares perigosos constitui um perigo para a saúde pública, especialmente a das populações que vivem próximo daqueles dois hospitais e a das crianças e idosos, mais frágeis», disse à Agência Lusa Pedro Berkemeier, da Quercus.Quanto às emissões atmosféricas do incinerador do hospital Júlio de Matos, a Quercus diz ter conhecimento de que são sujeitas a tratamento, mas os dados sobre essas emissões não são públicos, «pelo que se desconhece se cumprem ou não a legislação».Para travar a continuação da «laboração ilegal» daquelas três incineradoras, e em particular das duas sem tratamento de gases, a Quercus apresentou uma queixa contra o Estado português à comissária europeia do Ambiente, Margot Wallstrom."
10 de Janeiro de 2003

TSF
http://quercus.sensocomum.pt/pages/defaultArticleViewOne.asp?storyID=1020

1 Comments:

  • At 7:14 AM, Blogger Desambientado said…

    A Azoriana está a organizar um encontro de bloguistas da Terceira. Participam?
    É dia 11 de Março.

     

Post a Comment

<< Home